Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

a construção do vazio, de Patrícia Reis

a construção do vazio, de Patrícia Reis

Sofia nasceu num lar sem amor, a crescer para caber nas mãos do pai. Sorte a dele, e a sua infância a ser-lhe roubada. Sempre foi um incómodo para a mãe, e não estranhou que esta optasse por ignorar a situação: naquela casa não havia lugar para outra mulher. A mão sempre pronta a punir a filha, como se fosse possível disfarçar a rejeição. Continue reading “a construção do vazio, de Patrícia Reis”

Featured post

A Casa das Belas Adormecidas, de Yasunari Kawabata

A Casa das Belas Adormecidas, de Yasunari Kawabata

Uma casa onde se oferece aos clientes no inativo, a oportunidade de se deitarem ao lado de jovens adormecidas. O livro abre com a advertência ao velho Eguchi: …evite, peço-lhe, as brincadeiras de mau gosto!

Desfrutar de uma noite ao lado de uma bela rapariga adormecida, admirar-lhe as formas, sentir-lhe o odor do corpo e poder tocar-lhe sem transgredir as regras da casa, é o ultimo prazer destes velhotes que deixaram de ser homens. Continue reading “A Casa das Belas Adormecidas, de Yasunari Kawabata”

Featured post

Nova Teoria do Pecado, de Miguel Real

Nova Teoria do Pecado, de Miguel Real

Neste ensaio sobre o pecado, o autor introduz os conceitos que aplica como ferramentas na construção do seu edifício: Mal, Medo, Excesso de Ser, Perfídia, Mal-Estar… Não hesita em invocar o seu lado de ficcionista para dramatizar alguns episódios, em que a humanidade se viu defrontada nos seus tempos primitivos, facilitando a apreensão desses conceitos, e enriquecendo a escrita com alguns apontamentos poéticos: …quando os olhos sossegados repousam no horizonte ou, fechados, adormecem.

Continue reading “Nova Teoria do Pecado, de Miguel Real”

Featured post

Sísifo, de Luís Carmelo

Sísifo, de Luís Carmelo

Este romance encerra a trilogia com o mesmo nome, iniciada em Gnaisse, seguida de Por Mão Própria.

Quando um homem se detém, fica a fazer sombra, diz o autor em jeito de provocação. O escritor não pertence a esse domínio de intersecções, ele coloca no papel a luz que perturba e guia, atreva-se o leitor a entrar no jogo. Continue reading “Sísifo, de Luís Carmelo”

Featured post

A Obsessão da Portugalidade, de Onésimo Teotónio Almeida

A Obsessão da Portugalidade, de Onésimo Teotónio Almeida

Escrever sobre Portugal sem a pretensão de fazer um diagnóstico, este é o desafio a que se propõe o autor. Sempre que abordamos a crise da identidade portuguesa, falamos de uma doença crónica que padecemos desde o fim da época dos descobrimentos, altura em que fomos grandes, maiores do que a nossa expressão territorial de canto descaído no fim da europa. Continue reading “A Obsessão da Portugalidade, de Onésimo Teotónio Almeida”

Featured post

Os portugueses, um povo suicida – Miguel de Unamuno

Os portugueses, um povo suicidaMiguel de Unamuno

Um estrangeiro, ao abordar as idiossincrasias de um povo que lhe é próximo, depara-se sempre com uma tarefa ingrata. Miguel Unamuno, filósofo, ensaísta, dramaturgo e poeta, escreve este pequeno ensaio, datado de 1908, sobre a fatalidade sentimental que leva os portugueses ao suicídio. Continue reading “Os portugueses, um povo suicida – Miguel de Unamuno”

Featured post

O Segredo de Joe Gould – Joseph Mitchell

Salman Rushdie, Julian Barnes, Martin Amis e Doris Lessing são alguns dos escritores que, em 1996, quando este livro foi publicado, se fizeram ouvir chamando a atenção para a sua importância. Joseph Mitchell, um dos grandes mestres do jornalismo nova-iorquino, tinha escrito as duas crónicas que compõem o livro – Continue reading “O Segredo de Joe Gould – Joseph Mitchell”

Prémio LeYa – António Tavares

Sessão de apresentação do novo romance de António Tavares, Todos os Dias Morrem Deuses, sexta-feira, dia 21, às 18h30, na Assembleia Figueirense (Figueira da Foz).

Sobre o livro

As Oito Montanhas – Paolo Cognetti

Pietro é um rapazinho da cidade, solitário e pouco sociável. A mãe trabalha em Milão e usa os seus talentos para cuidar dos outros. O pai é um químico, homem sombrio e fascinante, que todas as tardes regressa irritado a casa. Os pais de Pietro estão ligados por uma paixão comum: na montanha conheceram-se, apaixonaram-se e casaram-se, mesmo no sopé dos Tre Cime di Lavaredo. Continue reading “As Oito Montanhas – Paolo Cognetti”

Afonso Reis Cabral – Prémio Europa – Cátedra David Mourão-Ferreira

O escritor Afonso Reis Cabral é uma das duas personalidades a quem acaba de ser atribuído o Prémio Europa – Cátedra David Mourão-Ferreira, cujo júri, presidido por Eduardo Lourenço distinguiu, também, António Guterres. O autor do romance O Meu Irmão, vencedor do Prémio Leya 2014, foi o escolhido na categoria de Promessa, que tem por objectivo galardoar uma personalidade emergente no campo artístico; Continue reading “Afonso Reis Cabral – Prémio Europa – Cátedra David Mourão-Ferreira”

Hoje Vai Ser Diferente – Maria Semple

A vida de Eleanor Flood é um caos. Mas ela está decidida a mudar. Hoje vai ser diferente, acredita. Hoje vai tomar duche e vestir roupa elegante. Vai à aula de ioga depois de deixar o filho, Timby, na escola. Vai almoçar com uma amiga. Não vai dizer asneiras. Vai tomar a iniciativa na cama com o marido, Joe. Continue reading “Hoje Vai Ser Diferente – Maria Semple”

Bruno Vieira Amaral

A Quetzal tem o prazer de a/o convidar para o lançamento do livro Hoje Estarás Comigo no Paraíso, de Bruno Vieira Amaral, que terá lugar na livraria Bertrand do Dolce Vita Picoas Plaza*, na terça-feira, dia 18 de abril, às 18h30.

A escritora Djaimilia Pereira de Almeida apresentará o livro. (sobre o livro)

O Universo de Jane Austen nos dias de hoje

A Quetzal e a FNAC têm o prazer de a/o convidar para a tertúlia «O Universo de Jane Austen nos dias de hoje», que terá lugar na FNAC Chiado, na terça-feira, dia 11 de abril, às 18h30.

Contando com a presença de Helena Vasconcelos, crítica literária e autora de Não Há Tantos Homens Ricos Como Mulheres Bonitas Que os Mereçam; Pedro Cordeiro, jornalista; e Pedro Mexia, poeta, cronista e crítico literário, a tertúlia será aberta ao público e terá entrada gratuita.

Contos, de Miguel Torga

Poeta, romancista, dramaturgo e autor de um monumental Diário em dezasseis volumes, Miguel Torga é um dos grandes contistas da literatura portuguesa. Estreou-se neste género com Bichos (1940), uma das suas obras mais conhecidas e reeditadas. Em 1941 publicou Montanha, imediatamente apreendido pela polícia política. Continue reading “Contos, de Miguel Torga”

O Mito de Europa, de Nuno Júdice

Em O Mito de Europa encontramos uma poesia que se desprende das contingências do tempo mas que não ignora o seu tempo. A tradição greco-latina serve de modelo para ler o mundo presente e as novas tragédias que se desenharam e desenham neste início de século. Continue reading “O Mito de Europa, de Nuno Júdice”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑