Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Mea Culpa | Carla Pais

Mea Culpa | Carla Pais

O estragado é um sem mundo. A prisão de onde sai, no dia de Nossa Senhora, fica do lado do muro alto onde crescem as vinhas. Esse homem inicia uma peregrinação, é um dos estragados do mundo e caminha ao encontro do seu andor que são todas as vidas que deixou para trás e que agora o esperam. Não o desejam, por saber que tomam lugar nesse andor; todos eles, até o padre que manda fechar as portas ao cemitério para que não se desencaminhem as almas que por lá deambulam perdidas. Continue reading “Mea Culpa | Carla Pais”

Anúncios
Featured post

A Trégua | Primo Levi

A Trégua | Primo Levi

O olhar curioso e atento que conhecemos do Sistema Periódico continua a acompanhar o tom tranquilo com que Primo Levi narra as suas aventuras desde o momento em que foi libertado de Auschwitz até regressar a Turim. O autor registou em três volumes a sua passagem pela Segunda Guerra Mundial ou a forma como a guerra passou por ele. No Sistema Periódico temos o período que antecedeu à sua detenção pelos alemães e envio para Auschwitz, uma resposta aos honestos e inermes cidadãos que prepararam o caminho à máquina de guerra, repressão e extermínio, denunciadas, porque, sob pretexto algum, alguém pode permanecer indiferente ao seu tempo. Continue reading “A Trégua | Primo Levi”

Featured post

Ardorosa Súmula | João Rui de Sousa

Ao abrir o livro com um poema intitulado Programa, João Rui de Sousa oferece-nos a ilusão de uma linha orientadora, descodificadora da sua poesia (se é que isso existe), contudo, estamos perante o enunciado do jogo de referências que usa no seu universo poético. Nele encontramos a remissão para o que se liberta, o que emana dos corpos, o calor irradiado e o desejo aprisionado, sequioso do voo. Um assombro que se solta do foco mais profundo de ascese, onde amadurecem abismos por entre erva e um frescor de rio. Não existe em toda esta poesia um lugar de sossego onde reclinar a cabeça. Continue reading “Ardorosa Súmula | João Rui de Sousa”

Featured post

A Gorda | Isabela Figueiredo

A Gorda | Isabela Figueiredo

Este romance começa pelo fim, por um falso final. Como se a autora receando que, algures pelo caminho o leitor abandone a sua leitura, antecipe um desfecho feliz. A voz que nos fala já não pertence à protagonista da história, mas sim a uma mulher que venceu o estigma de ser gorda, pese o facto de ainda pensar como gorda. Isto é a autora a impor o distanciamento próprio de uma narradora imparcial.

Continue reading “A Gorda | Isabela Figueiredo”

Featured post

Sérgio Godinho – Muito cá de casa

Os códigos da composição – da canção à prosa.

O Muito cá de casa recebeu Sérgio Godinho para nos falar do seu mais recente livro, e primeiro romance, Coração mais que perfeito. Rosa Azevedo conduziu uma sessão muito participada, onde o autor falou das mulheres que habitam as suas canções e a sua escrita. Continue reading “Sérgio Godinho – Muito cá de casa”

Featured post

A Revolução Russa – apresentação

“Um acontecimento com ecos de transformação que atravessaram o mundo inteiro.” Francisco Louçã.

O Movimento Acrítico esteve presente no lançamento da obra A revolução Russa, 100 anos depois, da editora Parsifal, que teve lugar no palácio Galveias no dia 12 de outubro de 2017. Continue reading “A Revolução Russa – apresentação”

Featured post

A revolução Russa – 100 anos depois

A revolução Russa – 100 anos depois

A Revolução Russa teve um impacto decisivo no mundo atual, foi matriz ideológica e de ação para muitas revoluções e movimentos de libertação. Neste livro temos uma abordagem temática à revolução confiada ao contributo de um conjunto de autores.

António Louçã fala-nos da revolução e da sua génese social, numa convergência assimétrica da burguesia, operários e camponeses, tendo os operários assumido a sua liderança (já sob a influência de Lenine). Continue reading “A revolução Russa – 100 anos depois”

Featured post

António Lobo Antunes

Sessão de autógrafos de António Lobo Antunes, quinta-feira, dia 14, às 18h30, na Livraria Leya na Buchholz.

” Carla Pais

E ainda hoje o pastor acredita que o inverno se havia aninhado dentro daquele corpo, pois todas as vezes que lhe mudava as fraldas ela gemia como as árvores nuas no seio do temporal. A carne foi-lhe murchando, as feridas tinham olhos de sangue vivo, cada vez mais vivo. Aquelas crostas gulosas de dores, semelhantes ao nascer brusco de uma tempestade, foram-lhe mastigando o tecido que arrecadava os ossos e as artroses foram-lhe estrangulando a memória aos bocados, as palavras por inteiro. E o pastor cuidava dela como cuidava das ovelhas, com todo o zelo e empenho que sobrava ao cansaço. Continue reading “” Carla Pais”

Gente aparentemente normal | Jorge Santos

O véu que se levanta devagar sobre tantas vidas distintas, que têm como ponto comum habitarem no mesmo prédio e tendo por cenário a cidade de Braga. É nas relações e interações de vizinhança que as personagens se revelam, numa representação pertinente da sociedade actual. Continue reading “Gente aparentemente normal | Jorge Santos”

A Insustentável Leveza do Ser

A Insustentável Leveza do Ser é seguramente um dos romances míticos do século xx, uma daquelas obras raras que alteram o modo como toda uma geração observa o mundo que a rodeia. Continue reading “A Insustentável Leveza do Ser”

20 Anos – Linha Avançada

Mais do que um programa de rádio, a Linha Avançada é hoje uma referência pela forma como nos habituou a tratar o futebol, com muito humor, boa disposição e a voz inconfundível de José Nunes. Continue reading “20 Anos – Linha Avançada”

A Minha Causa | Tarantini

Até que idade um desportista profissional consegue estar na alta competição? Estarão os desportistas verdadeiramente preparados para terminar uma carreira? Como são os dias depois da glória? E os jovens que iniciam agora a carreira, saberão quanto custa realizar um sonho? Continue reading “A Minha Causa | Tarantini”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑