Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Minas do Leão | José Eron Nunes

Minas do Leão | José Eron Nunes

A pegada ecológica é uma das preocupações dos dias de hoje, como se o mundo se extinguisse connosco e tudo o que sai da mão do homem fosse derradeiro, definitivo e irreversível. Ao ler este livro de José Eron, sobre a realidade das minas do Leão, percebemos como o tempo passa por nós indiferente às nossas urgências. Continue reading “Minas do Leão | José Eron Nunes”

Anúncios
Featured post

Persona | Eduardo Pitta

Persona | Eduardo Pitta

Três episódios da vida de Afonso marcam o percurso iniciático possível a uma escassa minoria branca, letrada e viajada. Falamos de Lourenço Marques à época colonial. Os happy few, frequentadores da África do Sul e da Europa, conhecedores de outros ventos onde despontam livros e ideias interditas, essa elite alfabetizada, frequentadora de tertúlias, festas e ambientes exclusivos, vivia uma realidade que, para alguém como eu, largas centenas de quilómetros mais a norte, em Quelimane, era impossível de conceber. Continue reading “Persona | Eduardo Pitta”

Featured post

O Poço e a Estrada | Isabel Rio Novo

O Poço e a Estrada | Isabel Rio Novo

Existe uma Agustina que se insinuou ao longo da sua imensa obra, fazendo-se presente nos episódios de infância, nas histórias, espaços e pessoas, algumas de passagem outras nem tanto. Isabel Rio Novo resgatou-a desse limiar de ficção. Leu a obra de Agustina, com uma atenção que não foi de encomenda, mas plena de paixão e cumplicidade de ser, igualmente, escritora. A leitura que dedicou à obra da biografada permitiu-lhe revelar, sem a secura de uma tese mas com a punção de um romance, como Agustina se disseminou ao longo da sua obra, o quanto a autora projetou nas suas personagens. Afinal, a biografada confessa encontrar nas suas referências, nos escritores que a influenciaram, uma criação do mundo. E isso, nos mortais – digo eu – é um compromisso para toda a vida. Continue reading “O Poço e a Estrada | Isabel Rio Novo”

Featured post

As Longas Noites de Caxias | Ana Cristina Silva

As Longas Noites de Caxias | Ana Cristina Silva

Este é um livro de silêncios: o do povo que se cala, vergado ao trabalho à jorna, sem direitos e sem voz, feito para trabalhar e obedecer; do silêncio cobarde que se cala perante as injustiças; e do silêncio coragem que não denuncia os camaradas. O silêncio força que este livro agora rompe, perturbando-o de forma definitiva. Entre algozes e vítimas, duas mulheres dominam este romance. Sem elas, um pedaço fundamental da história de Portugal permaneceria por explorar. Continue reading “As Longas Noites de Caxias | Ana Cristina Silva”

Featured post

Torto Arado | Itamar Vieira Junior

Torto Arado | Itamar Vieira Junior

Duas irmãs gémeas sofrem um acidente com uma faca que lhes parece dotada de vontade própria, ficando ainda mais ligadas uma à outra: a que perdeu a língua tem agora na irmã a sua voz. São quem dá corpo à narrativa; entre as duas, é-nos dado a conhecer a vida de Água Negra. O povo habita dentro dos limites da roça e, supostamente livres, dão a sua força de trabalho em troca de morada. Não existe retribuição monetária, apenas o direito a permanecer sem ser importunado, correspondendo com obediência e trabalho.

Continue reading “Torto Arado | Itamar Vieira Junior”

Featured post

O Sol da Meia-Noite | Jo Nesbø

O Sol da Meia-Noite | Jo Nesbø

Neste policial, o autor nórdico regressa ao tema já explorado em Sangue na Neve: um cobrador de dívidas e assassino profissional, fama que granjeia por acidente, decide alterar o destino encomendado para a sua vitima. Uma má decisão, uma vez que se encontrava ao serviço do Pescador. Continue reading “O Sol da Meia-Noite | Jo Nesbø”

Featured post

” Ana Cristina Silva

Laura virou a cabeça e, sem dizer nada, olhou o inspector de relance. Aquele
silêncio era uma atitude definitiva e teve a sensação de que Óscar Cardoso o
compreendeu. No dia seguinte, devolveram-na ao Reduto Norte. Continue reading “” Ana Cristina Silva”

Featured post

Olga | Bernhard Schlink

Na viragem do século XIX, Olga vive com a avó numa aldeia a leste do império alemão. Órfã e habituada a uma vida dura, tem no inquieto Herbert o seu único com­panheiro de brincadeiras. Herbert é oriundo de uma família abastada e tem o seu futuro planeado há muito; nele não se inclui uma mulher sem berço e sem meios. Continue reading “Olga | Bernhard Schlink”

O Livro Branco | Han Kang

O Livro Branco é uma meditação sobre a cor, que começa com uma simples lista de coisas brancas: a neve, o sal, a espuma das ondas, o papel, o arroz, os cabelos dos velhos, as cobertas em que a mãe da autora embrulhou a primeira filha, que nasceu prematura, muitos anos antes de existir este livro. Continue reading “O Livro Branco | Han Kang”

Persona | Eduardo Pitta

Versão moderna de uma educação sentimental, Persona, que agora é pela primeira vez editado pela Dom Quixote, estabelece o confronto entre as exigências do corpo, a normatividade social e o policiamento do Estado durante os anos que precederam a descolonização. Continue reading “Persona | Eduardo Pitta”

Jaguar | António Carlos Cortez

Constituído por 48 poemas em prosa, Jaguaré o novo livro de António Carlos Cortez. O jaguar é o animal que interpreta a História e confronta Humatan, o inventor da gramática. Continue reading “Jaguar | António Carlos Cortez”

As Mais Belas Histórias | Hermann Hesse

Romancista, autor de Siddhartha, Prémio Nobel da Literatura, Hermann Hesse é comummente reconhecido como um retratista dos conflitos interiores do indivíduo e do seu confronto com as regras sociais. Continue reading “As Mais Belas Histórias | Hermann Hesse”

Peónia | Pearl S. Buck

China, década de 1850. Peónia, uma criança chinesa, é vendida como serva a uma família judia rica de Kaifeng. Continue reading “Peónia | Pearl S. Buck”

O Homem da Carbonária

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑