Terminou no dia 25 de abril de 1974 a ditadura do Estado Novo. Um grupo de oficiais das Forças Armadas pegou em armas e depôs um regime há muito decadente. Contra os vários apelos do MFA para que as pessoas ficassem em casa, tem início um processo que ficará conhecido como Revolução dos Cravos.

 

A queda do Governo ficou marcada desde as primeiras horas por uma ampla participação popular direcionada contra os símbolos do regime deposto e nos meses seguintes pela existência comissões de trabalhadores, moradores, soldados, que moldaram um país novo com direito ao trabalho, relações laborais mais protegidas ou aumentos salariais.

Porque estes dias foram também prova de atos de imensa ansiedade, coragem e solidariedade, este livro tem testemunhos dessa época – militares e civis, protagonistas anónimos e conhecidos –, bem como textos de historiadores que desenvolveram pesquisas inovadoras sobre a Revolução dos Cravos.

OS AUTORES

José Mateus Nasceu em Castelo Branco. Licenciado em Arquitetura, fundou o atelier ARX Portugal. Foi professor universitário, conferencista em diversos países e integrou o júri de vários prémios. Autor da revista Linha e da série de TV «Tempo&Traço», é presidente executivo da Direção da Trienal de Arquitetura de Lisboa.

Raquel Varela Doutora em História Política e Institucional e professora universitária. Coordena vários grupos de trabalho e projetos, em Portugal e no estrangeiro. Autora de vasta bibliografia sobre a História Contemporânea de Portugal, é ainda presidente da The International Association Strikes and Social Conflicts.

Susana Gaudêncio Artista plástica. Licenciada em Pintura e mestre em Belas Artes. Doutoranda e membro do Centro de Investigação de Estudos em Belas Artes, realizou inúmeras exposições, é autora de vários livros e docente universitária.

Nota de Imprensa da Parsifal.

Anúncios