Poeta, romancista, dramaturgo e autor de um monumental Diário em dezasseis volumes, Miguel Torga é um dos grandes contistas da literatura portuguesa. Estreou-se neste género com Bichos (1940), uma das suas obras mais conhecidas e reeditadas. Em 1941 publicou Montanha, imediatamente apreendido pela polícia política.

Editado no Brasil em 1955 com o título Contos da Montanha, o livro circulou clandestinamente em Portugal até 1968, ano em que foi de novo publicado em Coimbra, em edição de autor. Contos da Montanha e Novos Contos da Montanha (1944) formam um dos mais celebrados dípticos do autor.

O presente volume reúne todos os contos de Miguel Torga, incluindo os livros Rua (1942) e Pedras Lavradas (1951).

Nota de Imprensa da D. Quixote

Advertisements