Uma antologia da Poesia Erótica e amorosa do famoso poeta do século XVIII, organizada por Fernando Pinto do Amaral, que também escreveu o prefácio para esta edição.

«Elaborado a partir de diversas edições disponíveis da poesia de Bocage – entre as quais avulta a de Inocêncio Francisco da Silva, Poesias de Manuel Maria Barbosa du Bocage, de 1853 -, este livro destina-se à divulgação da sua escrita erótica e amorosa, não tendo, portanto, quaisquer veleidades de representar uma panorâmica de uma obra muito vasta, que ultrapassa o tema desta antologia.

O critério utilizado para a selecção dos poemas obedeceu ao desejo de incluir os que me parecessem mais significativos não apenas no domínio geralmente considerado como erótico ou mesmo pornográfico, mas também no campo amoroso em geral – já que o erotismo do autor se exprime igualmente através de facetas menos obscenas, ou seja, mais enquadráveis num lirismo tradicional, por vezes de conotações depressivas (por exemplo quando aborda o ciúme).

Começando por duas sequências de sonetos – a primeira relacionada com o amor, a segunda mais declaradamente erótica, por vezes de tom satírico – , a presente antologia inclui ainda três canções (“O Ciúme”, “O Desengano” e “O Delírio Amoroso”), uma “Arte de Amar”, três poemas pornográficos (“A Manteigui”, “Ribeirada” e “A Empresa Nocturna”), as “Cartas de Olinda a Alzira”, duas cantatas (“À Morte de Inês de Castro” e “À Morte de Leandro e Hero”) e a “Epístola a Marília”.» Fernando Pinto do Amaral

Nota de Imprensa D. Quixote.

 

Anúncios