Um livro cativante, aparentemente feito de subtis reflexões sobre a própria obra (Requiem, O Fio do Horizonte, Mulher de Porto Pim, Afirma Pereira, Está a Fazer-se Cada Vez Mais Tarde), mas em que se encontra uma forte continuidade com alguns dos principais temas tabucchianos:

 

a frágil distinção entre realidade e ficção, a relação «pirandelliana» com as personagens das suas narrativas, a ausência de barreiras temporais e, por fim, a relação com o universo da fotografia. Um livro empolgante para os leitores mais experientes, um testemunho fundamental para os estudiosos da obra de Tabucchi e, ao mesmo tempo, um livro capaz de conduzir o leitor mais curioso para o âmago do universo literário do mais português dos escritores italianos.

O livro conta com a tradução de Tradução de Pedro Tamen, Clelia Betteni e Susana Mateus.

Nota de Imprensa da D. Quixote.