O estranho não é mais do que o normal exagerado, o estranho domestica-se.

O Nervo Ótico, María Gainza (2014), D. Quixote, 2018

a recensão   sobre o livro