As histórias, as personagens ou os narradores são sempre diferentes, mas o registo intimista e consciencioso permeia os doze contos de Os dias são assim. Escrito por Ana Oliveira, ilustrado por Isabel Pelaez e editado com o selo da Coolbooks.

 

Esta obra não tem um cadeado que impeça a leitura por terceiros, nem as páginas estão marcadas com uma data de entrada, mas algumas das narrativas caberiam nos diários dos seus protagonistas, oferecendo aos leitores uma perspetiva pessoal e socialmente responsável de uma realidade que lhes pode ser próxima.

De um pintor que cumpre o sonho de retratar a noite a um velho casal que encontra o amor nas imperfeições, passando por um encontro com um mendigo capaz de provocar uma profunda reflexão sobre a existência, Ana Oliveira mergulha em diferentes vidas, veste a pele de diferentes personagens e vê os seus contos ganharem forma nas ilustrações de Isabel Pelaez.

Ana Oliveira convida os leitores a conhecerem doze vidas através de breves episódios que podiam ser parte de uma longa e densa trama.

Ana Oliveira
Nasceu em Arrifana, concelho de Santa Maria da Feira, e reside em S. João da Madeira. Estudou na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde concluiu o curso de Línguas e Literaturas Modernas – variante Português e Francês. É professora de português e professora bibliotecária no Agrupamento de Escolas João da Silva Correia.
É autora dos contos: Do cinzento ao azul celeste; O santo guloso; Palavras à solta (incluído na antologia Papá, só mais uma); Nyambura (incluído na antologia 39 poemas e contos contra o racismo – 1º lugar, no concurso de poesia/conto contra o racismo, promovido pelo Alto Comissariado para as Migrações); Em poucas palavras (microcontos em 77 palavras).
Gere um blogue pessoal onde publica parte da sua produção literária: livro-leitor.blogspot.com.

Nota de Imprensa da CoolBooks.     sobre o livro