Só um deus, fazendo-se temporariamente passar por homem, poderia tingir os meus lábios com um vermelho tão voluptuoso. Só um deus conseguiria gerar no meu sangue aquela onda gigantesca de pulsão ansiosa. Só um deus poderia recolher nas suas mãos todos os pecados do meu corpo.

Bela, de Ana Cristina Silva, Bertrand Editora, 2020