Yoel Raviv, um agente secreto israelita, acaba de ficar viúvo em circunstâncias pouco claras e decide reformar-se e alugar uma casa nos arredores de Telavive, onde pode começar uma nova vida com a filha, a mãe e a sogra.

Este espião profissional consegue assim disponibilidade para observar filosoficamente a vida e descobrir a verdade oculta por detrás de todas as suas relações. Mas esse período de paz torna-se um caminho difícil para Yoel, que descobre que, na verdade, não sabia nada sobre a mulher. Porém, talvez o mais importante seja ter chegado à conclusão de que nunca realmente deu ouvidos a nenhuma mulher da sua família. Depois de uma vida inteira a descobrir os segredos dos outros, vê-se forçado a rever a sua própria existência: as mentiras que disse, o enigma sombrio da vida e morte da mulher, a triste realidade de uma vizinha ninfomaníaca e de um irmão voyeur, os anos ao serviço do Estado, o misterioso comportamento da filha. Conhecido pela sua habilidade para detetar mentiras, Yoel tem ainda de aprender a não se enganar a si próprio.

E, se de facto conheceu muitas pessoas, a verdade é que as compreendeu muito pouco…

Tradução de Luísa Feijo e Maria João Delgado.

Nota de Imprensa da Dom Quixote.