Estamos a 23 de dezembro de 1971 e a família Hildebrandt está numa encruzilhada. Russ, o pastor adjunto de uma igreja liberal suburbana de Chicago, está à beira de se libertar de um casamento que reputa de desconsolado – a menos que a mulher, Marion, que também tem a sua vida secreta, se lhe antecipe.

O filho mais velho do casal, Clem, regressa da universidade inflamado de absolutismo moral, depois de ter tomado uma atitude que destroçará o pai. A irmã de Clem, Becky, que durante muito tempo foi a inquestionável rainha da sua escola, muda drasticamente de círculos sociais, ao passo que o brilhante irmão mais novo, Perry, que andou a vender droga aos alunos do sétimo ano, resolveu tornar-se numa pessoa melhor.

Por caminhos muito diferentes, cada um dos Hildebrandts procura uma liberdade que todos os outros ameaçam complicar.

Encruzilhadas, o tão esperado novo romance de Jonathan Franzen, um tour de force de perspetivas entrelaçadas e contínuo suspense, cuja ação se desenrola em grande parte num único dia de inverno, é a história de uma família do Midwest americano num momento decisivo de crise moral.

Tradução: J. Teixeira de Aguilar.

Nota de Imprensa da Dom Quixote.