Uma história de amor e de luta política, carregada de simbolismo, que nos é contada com o ritmo e a prosa poética que imediatamente associamos a Manuel Alegre, que com esta pequena grande novela regressa à ficção depois do romance Tudo É e Não É, publicado em 2013.

.

Nota de Imprensa da Dom Quixote.