Durante dez anos, com garantias de independência e acesso total, Blake Bailey passou a pente fino o vasto arquivo pessoal de Philip Roth. Entrevistou amigos, amantes e colegas do escritor, e manteve com ele longas e exaustivas conversas de uma franqueza desconcertante.

O resultado é um retrato inesquecível de um mestre americano e do panorama literário do pós-guerra.

Bailey revela-nos como Roth, nascido em Newark no seio de uma modesta família judaica, chegou ao topo da fama literária, como um catastrófico primeiro casamento quase lhe arruinou prematuramente a carreira e como se empenhou na divulgação das obras de escritores dissidentes dos países para lá da Cortina de Ferro. Ao mesmo tempo, mergulha nas amizades e rivalidades de Roth com Saul Bellow, John Updike e William Styron, entre outros, e revela as verdades da sua profusa vida amorosa, que culminou na relação de vinte e um anos com a atriz Claire Bloom.

Tradução de Francisco Agarez.

Nota de Imprensa da Dom Quixote.

Advertisement