Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Categoria

Citação

“Ana Cristina Silva

Só um deus, fazendo-se temporariamente passar por homem, poderia tingir os meus lábios com um vermelho tão voluptuoso. Só um deus conseguiria gerar no meu sangue aquela onda gigantesca de pulsão ansiosa. Só um deus poderia recolher nas suas mãos todos os pecados do meu corpo.

Bela, de Ana Cristina Silva, Bertrand Editora, 2020

Featured post

“António Lobo Antunes

… o problema era qualquer coisa a falhar-lhe na voz, uma sílaba que tremia, uma vogal parecida com os pingos que engrossam devagarinho o rebordo das torneiras fechadas mas não caem com vergonha da gente ou tombam, o mais discretos possível, numa explosão tímida quando nós já de costas, o ervanário para o dos telefones…

Continue reading ““António Lobo Antunes”

“Ana Cristina Silva

Do outro lado da floresta chegou-me um prolongado queixume, como podemos imaginar ligado ao último voo de uma ave ou ao derradeiro suspiro de um homem. Tive dificuldades em reconhecer que esse gemido soara dentro de mim.

Continue reading ““Ana Cristina Silva”

“Italo Calvino

Ninguém olha a lua da tarde, e é exatamente naquele momento que ela teria maior necessidade do nosso interesse, dado que a sua existência não está ainda assegurada. Continue reading ““Italo Calvino”

“María Gainza

Em pouco tempo, apercebi-me de que escrever sobre arte é relativamente fácil quando se aprende a mecânica. Continue reading ““María Gainza”

“Maria Teresa Horta

A manhã tinha um tom doce a descer sobre as ruas, um tom a descair displicentemente, a entornar-se como líquido peganhento e grosso. Continue reading ““Maria Teresa Horta”

” Frédéric Lenoir

…Espinosa afirma que o ser humano é tanto mais livre quanto mais age segundo a sua natureza, segundo a sua «essência singular», e não apenas sob influência de causas que lhe são exteriores. Continue reading “” Frédéric Lenoir”

“Harper Lee

Mr. Avery aproveitou para dizer que estava escrito na Pedra Roseta que quando as crianças desobedeciam aos pais, fumavam ou guerreavam umas contra as outras, as estações do ano mudavam: por isso, eu e o Jem carregávamos o fardo da culpa por havermos contribuído para tais aberrações da natureza, tendo causado, portanto, tristeza nos nossos vizinhos e desconforto em nós próprios. Continue reading ““Harper Lee”

“Han Kang

O fumo a dissolver-se no ar assemelhava-se a um par de asas da cor das cinzas desvanecendo-se. As chamas, depois de consumirem o casaco, passarama rapidamente para a saia. Quando o último pedaço de tecido foi engolido pelo fogo, pensei em ti. Se puderes vir agora ter connosco, vem. Mete-te nessas roupas que o fogo levou até ti, como num par de asas. Bebe o nosso silênciio como se fosse um remédio ou chá, dissolvendo-se em fumo em lugar de palavras. Continue reading ““Han Kang”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑