Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Categoria

Poesia

Bucólicas | Vergílio

Frederico Lourenço traduz e comenta as Bucólicas de Vergílio.

«A beleza sortílega do verso vergiliano (que, em latim, é música ao nível de Mozart) evapora-se por completo noutra língua. O melhor a que uma tradução pode aspirar é a ser uma pálida imagem, mais deslavada do que uma fotografia a preto-e-branco da Primavera de Botticelli».

Continue reading “Bucólicas | Vergílio”

Um Barco para Ítaca | Manuel Alegre

Terceiro livro de Manuel Alegre, depois de Praça da Canção e O Canto e as Armas, Um Barco para Ítaca foi escrito no exílio, em Argel, e publicado em Portugal em 1971, há precisamente 50 anos, por Nosso Tempo.

Continue reading “Um Barco para Ítaca | Manuel Alegre”

Diamante | António Carlos Cortez

Paul Verlaine referiu-se um dia à prosa diamantina de Rimbaud, sublinhando a dimensão pura,
misteriosa e arquitectural dos poemas de Jean-Arthur.

.
Continue reading “Diamante | António Carlos Cortez”

Regresso a um Cenário Campestre | Nuno Júdice

Regresso a um Cenário Campestre é um livro que começou a ser escrito nos últimos meses de 2019 e terminou na transição da epidemia para a pandemia, já em 2020. É um trabalho sobre as transformações resultantes da época que vivemos, em que se inclui uma sátira ao politicamente correcto e ao apagamento ou revisão da História. Continue reading “Regresso a um Cenário Campestre | Nuno Júdice”

As Sílabas de Amália | Manuel Alegre

Um livro que é um tributo de Manuel Alegre ao centenário de Amália Rodrigues. Nele estão incluídos os poemas do autor que a fadista cantou e, para lá desses, dois poemas inéditos dedicados a Amália, entre eles, o que dá nome ao livro – As Sílabas de Amália. Continue reading “As Sílabas de Amália | Manuel Alegre”

Apresentação do Rosto | Herberto Helder

Apresentação do Rosto foi originalmente publicado em 1968. Quase todos os exemplares foram imediatamente destruídos pela PIDE. Continue reading “Apresentação do Rosto | Herberto Helder”

Poesia Completa de Maria Alberta Menéres

Poesia Completa é o mais fiel do títulos, no sentido em que abarca todos os livros de poesia publicados por Maria Alberta Menéres, desde 1952 a 1996. A edição deste livro estava prevista para assinalar o primeiro aniversário da morte da autora, a 15 de abril passado, mas devido às circunstâncias que, entretanto, afetaram o mercado editorial, só agora chega às mãos dos leitores.  Continue reading “Poesia Completa de Maria Alberta Menéres”

Poemas de Amor | Pablo Neruda

Com tradução do poeta Nuno Júdice, eis um livro que reúne os grandes Poemas de Amor de Pablo Neruda, autor cuja escrita influenciou fortemente muitos poetas sul-americanos. Continue reading “Poemas de Amor | Pablo Neruda”

Os Sonetos | Manuel Alegre

São frequentemente referidas três vertentes na poesia de Manuel Alegre: a lírica; a elegíaca e a épica. Este volume mostra que o soneto repousa inequivocamente na forma lírica, que tendo as suas raízes na poesia popular foi evoluindo até à superior arte de Dante e Petrarca. Continue reading “Os Sonetos | Manuel Alegre”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑