Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Categoria

Prosa

Bela | Ana Cristina Silva

Quando uma poetisa parte, não morre: extingue-se apenas a sua voz. Na sua obra perdura imerso o eco ressoando por toda a eternidade. Justificação de uma existência inconstante, vacilada, de sobrevivência construída poema a poema e dor renovada a cada breve paixão. Pode haver felicidade quando a criação nos transcende?

Continue reading “Bela | Ana Cristina Silva”
Featured post

A Educação dos Gafanhotos | David Machado

A Educação dos Gafanhotos | David Machado

O salto aleatório do gafanhoto encontra sempre um chão, um local sem destino planeado, a viagem depois da viagem. Dois amigos percorrem a costa leste dos EUA, num mundo dicotómico, dividido entre Faulkner e Hemingway, a realidade percecionada através de uma experiência literária. De que serve viajar, se para cada local inventamos uma narrativa desprendida da realidade?

Continue reading “A Educação dos Gafanhotos | David Machado”

Featured post

O Olhar que me Persegue | Helene Flood

Sara está na flor da idade, tem trinta e poucos anos, é casada com Sigurd, um arquiteto igualmente jovem e ambicioso, sócio de um ateliê, sempre assoberbado de trabalho. Continue reading “O Olhar que me Persegue | Helene Flood”

O Som da Montanha | Yasunary Kawabata

O Som da Montanha

De dia, Ogata Shingo, idoso homem de negócios de Tóquio, é atormentado por pequenos lapsos de memória. De noite, associa o rumor distante que lhe chega da montanha vizinha aos sons da morte. Continue reading “O Som da Montanha | Yasunary Kawabata”

Jubiabá | Jorge Amado

Eis o romance que deu projeção internacional a Jorge Amado. A história das voltas e reviravoltas do órfão Antônio Balduíno – que vai de mendigo a músico, de pugilista a trabalhador em plantações de tabaco, de artista de circo a inflamado orador sindical. Continue reading “Jubiabá | Jorge Amado”

Estórias com Figuras | Antonio Tabuchhi

Na origem destas estórias de Antonio Tabucchi estão obras de vários artistas plásticos portugueses contemporâneos – José Barrias, António Dacosta, Lisa Santos Silva, Paula Rego, Graça Morais, Maria Helena Vieira da Silva, José de Guimarães, Júlio Pomar, António Costa Pinheiro, Bartolomeu Cid dos Santos -, testemunhando a profunda e duradoura cumplicidade do autor com a cultura e a arte de um país que tão bem soube compreender e sobre o qual tanto e tão brilhantemente escreveu. Continue reading “Estórias com Figuras | Antonio Tabuchhi”

Lugar para Dois | Miguel Jesus

Depois do sucesso da inauguração do Metropolitano de Lisboa, Daniel Stoffel, responsável financeiro do projeto, parece poder escolher o futuro que quiser. Continue reading “Lugar para Dois | Miguel Jesus”

Três Novelas – Um Verão Assim As Máscaras de Sábado Damascena | Mário Cláudio

As três primeiras novelas assinadas por Mário Cláudio e publicadas entre 1974 e 1983 colheram desde o primeiro instante o elogio unânime da crítica e dos pares, transformando o escritor numa das mais sérias promessas das letras portuguesas de então. Continue reading “Três Novelas – Um Verão Assim As Máscaras de Sábado Damascena | Mário Cláudio”

Os dias são assim | Ana Oliveira

As histórias, as personagens ou os narradores são sempre diferentes, mas o registo intimista e consciencioso permeia os doze contos de Os dias são assim. Escrito por Ana Oliveira, ilustrado por Isabel Pelaez e editado com o selo da Coolbooks. Continue reading “Os dias são assim | Ana Oliveira”

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑