Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Categoria

Recensão

O Reino | Jo Nesbo

O Reino | Jo Nesbo

Após a morte inesperada dos pais, dois irmãos herdam uma propriedade na montanha, que se segue a uma curva apertada, a que chamam a curva das cabras. Trata-se de uma propriedade mais próxima de um baldio do que de uma quinta, construída numa cota imprópria para a atividade agrícola, no máximo, talvez dê para manter um pequeno rebanho de cabras, e a isso tudo designaram por O Reino. E todo o cavaleiro defende o seu reino por mais pequeno e pobre que seja.

Continue reading “O Reino | Jo Nesbo”

Featured post

Memórias do Outono Ocidental | Adriano Moreira

Memórias do Outono Ocidental – Um século sem bússola | Adriano Moreira

Neste livro encontramos um conjunto de reflexões sobre a Europa num período em que, fragmentando-se, perdeu a sua bússola, a que apontava para um projeto social comum, prosperidade mútua e paz sustentada. Uma Europa que se desmultiplica nas suas pequenas nacionalidades sempre que se depara com um presente que desmente o futuro sonhado pelas gerações que viveram a passagem do milénio. Esquecendo-se que essa identidade, de cariz nacionalista, demorou séculos a afirmar-se e nunca foi dada como assegurada.

Continue reading “Memórias do Outono Ocidental | Adriano Moreira”

Featured post

Da meia-noite às seis | Patrícia Reis

Da meia-noite às seis | Patrícia Reis

Existem vários romances sobre espaços exíguos, náufragos presos numa praia rodeada de penhascos, gente aprisionada numa casa da qual não consegue escapar, obrigadas a partilhar entre si o labirinto das suas vidas. Este é um romance passado em plena bolha pandémica, com as suas perdas e reinvenções, impondo novas formas de luto e fugas possíveis, sem milagres, não vamos ficar bonzinhos.

Continue reading “Da meia-noite às seis | Patrícia Reis”

Featured post

Os Testamentos Traídos | Milan Kundera

Os Testamentos Traídos | Milan Kundera

Uma reflexão sobre o século XX agitando demónios muito particulares, vê-los interagir entre si, como se o autor dependesse das suas respostas e não fosse ele próprio o seu motor. Isto de demónios, cada um tem os seus. Para Milan Kundera, são a pureza da conceção que cada autor imprimiu à sua obra, seja ela literária ou musical, lançando no debate se a estética atual pode descontextualizar uma obra?

.

Continue reading “Os Testamentos Traídos | Milan Kundera”

Featured post

Devastação | Eduardo Pitta

Devastação | Eduardo Pitta

O mais recente livro de Eduardo Pitta, poeta, ficcionista, ensaísta e crítico literário é uma obra de ficção, uma coletânea de seis contos.

Os contos tomam como título o nome dos seus protagonistas, apenas o primeiro nome, acentuando a condição de pessoas comuns que pela força do acaso se tornam protagonistas de uma experiência.

.

Continue reading “Devastação | Eduardo Pitta”

Featured post

Brancos de Moçambique | Fernando Tavares Pimenta

Brancos de Moçambique | Fernando Tavares Pimenta

Este livro aborda o papel dos colonos no processo político de Moçambique, desde a oposição a Salazar até à independência do território. Essa oposição nasceu do descontentamento com a ineficácia de Lisboa que impunha sérios entraves ao desenvolvimento da colónia, impedindo a sua industrialização e comprometendo as legítimas expectativas da população branca, asiática, mestiça e negros assimilados.

Continue reading “Brancos de Moçambique | Fernando Tavares Pimenta”

Featured post

O Caso da PIDE/DGS | Irene Flunser Pimentel

Como lidou o país com a PIDE/DGS a seguir à revolução do 25 de Abril?

Continue reading “O Caso da PIDE/DGS | Irene Flunser Pimentel”

A história da PIDE | Irene Flunser Pimentel

A história da PIDE | Irene Flunser Pimentel

Este livro sobre a história da PIDE divide-se em cinco partes: a relação com o Estado; os seus poderes, funções e evolução; os principais adversários; outros adversários e vítimas; métodos; prisão e julgamento.

A PIDE surge da reorganização das forças policiais que a antecederam e veio assegurar um papel fundamental na defesa do Estado Novo. Perseguindo e punindo, será pela intimidação que impõe um papel dissuasor levando as pessoas a não se meter em política.

Continue reading “A história da PIDE | Irene Flunser Pimentel”

Quem disser o contrário é porque tem razão | Mário de Carvalho

Quem disser o contrário é porque tem razão | Mário de Carvalho

Mário de Carvalho, nome consagrado nas letras portuguesas, conto e romance, decide-se por esta irrequietude lúdica e didática: escrever um Guia Prático de Escrita de Ficção.

Num registo humorado, aborda o tema de forma assertiva. O guia estrutura-se em seis pontos nos quais o autor vai alertando para os vícios e falhas mais comuns do aprendiz da escrita ficcional, bem como vai apontando caminhos, citando autores falecidos ou consagrados para não perturbar a suscetibilidade dos vivos que deem pela sua ausência.

Continue reading “Quem disser o contrário é porque tem razão | Mário de Carvalho”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑