Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Categoria

Recensão

Minas do Leão | José Eron Nunes

Minas do Leão | José Eron Nunes

A pegada ecológica é uma das preocupações dos dias de hoje, como se o mundo se extinguisse connosco e tudo o que sai da mão do homem fosse derradeiro, definitivo e irreversível. Ao ler este livro de José Eron, sobre a realidade das minas do Leão, percebemos como o tempo passa por nós indiferente às nossas urgências. Continue reading “Minas do Leão | José Eron Nunes”

Anúncios
Featured post

Persona | Eduardo Pitta

Persona | Eduardo Pitta

Três episódios da vida de Afonso marcam o percurso iniciático possível a uma escassa minoria branca, letrada e viajada. Falamos de Lourenço Marques à época colonial. Os happy few, frequentadores da África do Sul e da Europa, conhecedores de outros ventos onde despontam livros e ideias interditas, essa elite alfabetizada, frequentadora de tertúlias, festas e ambientes exclusivos, vivia uma realidade que, para alguém como eu, largas centenas de quilómetros mais a norte, em Quelimane, era impossível de conceber. Continue reading “Persona | Eduardo Pitta”

Featured post

O Poço e a Estrada | Isabel Rio Novo

O Poço e a Estrada | Isabel Rio Novo

Existe uma Agustina que se insinuou ao longo da sua imensa obra, fazendo-se presente nos episódios de infância, nas histórias, espaços e pessoas, algumas de passagem outras nem tanto. Isabel Rio Novo resgatou-a desse limiar de ficção. Leu a obra de Agustina, com uma atenção que não foi de encomenda, mas plena de paixão e cumplicidade de ser, igualmente, escritora. A leitura que dedicou à obra da biografada permitiu-lhe revelar, sem a secura de uma tese mas com a punção de um romance, como Agustina se disseminou ao longo da sua obra, o quanto a autora projetou nas suas personagens. Afinal, a biografada confessa encontrar nas suas referências, nos escritores que a influenciaram, uma criação do mundo. E isso, nos mortais – digo eu – é um compromisso para toda a vida. Continue reading “O Poço e a Estrada | Isabel Rio Novo”

Featured post

As Longas Noites de Caxias | Ana Cristina Silva

As Longas Noites de Caxias | Ana Cristina Silva

Este é um livro de silêncios: o do povo que se cala, vergado ao trabalho à jorna, sem direitos e sem voz, feito para trabalhar e obedecer; do silêncio cobarde que se cala perante as injustiças; e do silêncio coragem que não denuncia os camaradas. O silêncio força que este livro agora rompe, perturbando-o de forma definitiva. Entre algozes e vítimas, duas mulheres dominam este romance. Sem elas, um pedaço fundamental da história de Portugal permaneceria por explorar. Continue reading “As Longas Noites de Caxias | Ana Cristina Silva”

Featured post

Torto Arado | Itamar Vieira Junior

Torto Arado | Itamar Vieira Junior

Duas irmãs gémeas sofrem um acidente com uma faca que lhes parece dotada de vontade própria, ficando ainda mais ligadas uma à outra: a que perdeu a língua tem agora na irmã a sua voz. São quem dá corpo à narrativa; entre as duas, é-nos dado a conhecer a vida de Água Negra. O povo habita dentro dos limites da roça e, supostamente livres, dão a sua força de trabalho em troca de morada. Não existe retribuição monetária, apenas o direito a permanecer sem ser importunado, correspondendo com obediência e trabalho.

Continue reading “Torto Arado | Itamar Vieira Junior”

Featured post

O Sol da Meia-Noite | Jo Nesbø

O Sol da Meia-Noite | Jo Nesbø

Neste policial, o autor nórdico regressa ao tema já explorado em Sangue na Neve: um cobrador de dívidas e assassino profissional, fama que granjeia por acidente, decide alterar o destino encomendado para a sua vitima. Uma má decisão, uma vez que se encontrava ao serviço do Pescador. Continue reading “O Sol da Meia-Noite | Jo Nesbø”

Featured post

Os Amores Difíceis | Italo Calvino

Os Amores Difíceis | Italo Calvino

Uma coletânea de contos de Italo Calvino escritos entre 1949 e 1967 ilustram a evolução da sua escrita. Inicialmente explora o lado mais mecânico da narrativa, dedicando uma excessiva atenção à descrição dos pormenores. No primeiro conto, desenvolve a forma como o soldado se esforça por tocar na passageira que segue a seu lado, uma matrona que não reage, deixando pairar a dúvida se pretende encorajar o magala ou, simplesmente, não se apercebe do jogo. Continue reading “Os Amores Difíceis | Italo Calvino”

Uma Questão de Conveniência | Sayaka Murata

Uma Questão de Conveniência | Sayaka Murata

A loja de conveniência está repleta de sons, sons familiares que nunca mudam e constituem uma forma de normalidade; neles habita a nossa zona de conforto. Irasshaimasê, projetado com um sorriso, é a forma protocolar de receber os clientes. Na reunião da manhã, antes da abertura, os funcionários treinam as frases das promoções e a forma de receber os clientes. O manual de comportamento da loja de conveniência é um guia de comportamento social, um credo, segui-lo, oferece a garantia de que nada pode correr mal. Continue reading “Uma Questão de Conveniência | Sayaka Murata”

As Paixões de Julia | Somerset Maugham

As Paixões de Julia | Somerset Maugham

Julia Lambert é uma das mais bem sucedidas atrizes do seu tempo. O domínio das emoções, a entoação que imprime à voz e a forma como se projeta nos espaços, sem nunca perder a noção do tempo teatral, fazem dela uma mulher arrebatadora, dentro e fora dos palcos. Continue reading “As Paixões de Julia | Somerset Maugham”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑