Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

António Tavares

Prémio LeYa – António Tavares

Sessão de apresentação do novo romance de António Tavares, Todos os Dias Morrem Deuses, sexta-feira, dia 21, às 18h30, na Assembleia Figueirense (Figueira da Foz).

Sobre o livro

Todos os Dias Morrem Deuses

1953. Este é um ano rico em acontecimentos: Eisenhower é eleito Presidente dos EUA, Churchill ganha o Prémio Nobel da Literatura, os Rosenberg são acusados de espionagem e executados, Tito torna-se o timoneiro da Jugoslávia… E, porém, os factos que atraem o protagonista deste romance – um jovem jornalista sem dinheiro que deambula por uma Lisboa Continue reading “Todos os Dias Morrem Deuses”

O Coro dos Defuntos, de António Tavares

O Coro dos DefuntosO Coro dos Defuntos by António Tavares

Diz ela, assim abre o narrador como o se as pessoas não fossem dadas a falar da vida dos outros e apenas um rumor anónimo perturbasse o remanso da privacidade de cada um. Aquele dizer, acarreta sempre um lado anónimo, uma desculpa que não magoa. Diz ela e segue-se uma ladainha que se desfaz num rosário de penas. Os que nasceram para obedecer não conhecem outra vida que não seja trabalhar, sofrer e confessar os seus pecados ao senhor prior; que mesmo quem não chega a ter uma vida, tem sempre muitos pecados a confessar.

Continue reading “O Coro dos Defuntos, de António Tavares”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑