Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

Giuseppe Tomasi di Lampedusa

Os Contos | Giuseppe Tomasi di Lampedusa

Os Contos | Giuseppe Tomasi di Lampedusa

A partir da sua experiência particular, o autor transforma este livro num fresco do seu tempo de infância, num retrato de como viviam as casas senhoriais as suas relações sociais e de poder No prefácio somos alertados para a intensidade da efabulação e para a apropriação pessoal da história feita pelo autor. A estrutura da memória, não sendo provida de qualquer nexo cronológico, confunde-se com os lugares da nossa infância. E se dizemos que nos nossos últimos dias gostaríamos de regressar à casa onde nascemos, é porque temos a ilusão de morrer onde sempre fomos felizes. Continue reading “Os Contos | Giuseppe Tomasi di Lampedusa”

Anúncios

Os Contos | Giuseppe Tomasi di Lampedusa

Nos dois últimos e intensos anos da sua vida (1955-1957), Lampedusa não só escreveu O Leopardo, mas também os três contos e o texto de caráter autobiográfico reunidos neste volume. Continue reading “Os Contos | Giuseppe Tomasi di Lampedusa”

O Leopardo

O LeopardoO Leopardo by Giuseppe Tomasi di Lampedusa

Neste romance acompanhamos a vida de uma família aristocrata da Sicília, na segunda metade do século XIX, em plena guerra de unificação da Itália. A saga começa em 1860 com os rumores do desembarque iminente das tropas piemontesas, lideradas por Garibaldi. O poder autocrático e feudal está ameaçado. No entanto, o príncipe de Salina saberá conduzir a sua família e o seu património por esses tempos conturbados, suportando o custo de abrir à burguesia ascendente o seu restrito círculo social.

Logo no início, o príncipe de Salina evita que a sua família fique isolada num dos campos de batalha, apoiando o seu sobrinho e afilhado Tancredi, quando este se passa para o campo das ideias revolucionárias. Tancredi não tem dúvidas quanto aos tempos que se avizinham e sobre o destino reservado ao reino onde nasceu: É preciso que tudo mude, se quisermos que tudo fique como está. Para a aristocracia que soube adaptar-se, a guerra fica reduzida a um esquema asséptico de forças que se bate num plano elevado, atirando todo o caos extremamente concreto e imundo dos campos de batalha para bem longe dos seus salões.

Continue reading “O Leopardo”

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑