Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

Joaquim Pessoa

Os Dias Não Andam Satisfeitos, de Joaquim Pessoa

Os Dias Não Andam Satisfeitos, de Joaquim Pessoa

Adiei-me por ti. E por ti ardo, como o velho anjo que pegou o fogo aos quatro pontos cardeais.
Existe nesta poesia um prenúncio de tempo, um desencanto invocando a presença negada da amada; uma ausência vivida a dois, só possível no amor, na verdade dos amantes. Dor de uma promessa por cumprir, de musas que se distanciam. A eternidade é o tempo em que nós não existimos, em que as palavras nos dispensam e o poema não é mais do que uma suspeita, a casa branca que guarda os dias escuros. Continue reading “Os Dias Não Andam Satisfeitos, de Joaquim Pessoa”

Anúncios

OS DIAS NÃO ANDAM SATISFEITOS

Sentes que já não é cedo mas ainda não é tarde e o sonho de ontem é a tarefa de agora: encontrar o caminho e seguir por ele carregando tudo o que te retiraram quando te foi dito que o melhor seria deixares de pensar.

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑