Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

Mário Cláudio

Três Novelas – Um Verão Assim As Máscaras de Sábado Damascena | Mário Cláudio

As três primeiras novelas assinadas por Mário Cláudio e publicadas entre 1974 e 1983 colheram desde o primeiro instante o elogio unânime da crítica e dos pares, transformando o escritor numa das mais sérias promessas das letras portuguesas de então. Continue reading “Três Novelas – Um Verão Assim As Máscaras de Sábado Damascena | Mário Cláudio”

Tríptico da Salvação | Mário Cláudio

Tríptico da Salvação | Mário Cláudio   

Tal como o título indica, na trama deste livro existe uma obra de arte sacra, um tríptico, representando a Paixão de Cristo. Na tábua central a Crucifixão e nas laterais a Deposição e a Ressurreição. Continue reading “Tríptico da Salvação | Mário Cláudio”

As Batalhas do Caia | Mário Cláudio

Nos seus tempos de cônsul em Inglaterra e França, Eça de Queirós endereçou a Ramalho Ortigão algumas cartas sobre um romance que tencionava escrever, prevendo o seu êxito retumbante e deliciando-se com o escândalo que provocaria na sociedade portuguesa, que detestaria ver a Pátria retratada como uma nação miserável à boleia do mundo e humilhada por uma invasão espanhola, mesmo que isso acabasse por regenerá-la. Continue reading “As Batalhas do Caia | Mário Cláudio”

Tríptico da Salvação | Mário Cláudio

Amanuense de um homem de leis velho e respeitado, Hans Kunsperger sempre invejou as amenidades do seu amo. Mas não foi apenas o desejo de delas desfrutar que o levou a tomar a decisão de assassinar lentamente o causídico. Continue reading “Tríptico da Salvação | Mário Cláudio”

O Pórtico da Glória | Mário Cláudio

O Pórtico da Glória | Mário Cláudio

Detentor de uma escrita poderosa, o autor surpreende-nos ao iniciar o livro em plena ação: Enquanto isto se dava… e dava-se que da fenda hiante nascia Diego. Do ambiente adverso, pleno de maledicências e invejas, depreende-se o ambiente rural em que se dá o nascimento. Aí, em vez de mergulhar na vida,os neonatos parecem mais resistir-lhe. O sonho desse menino, precoce nas vicissitudes da vida,  é o de ganhar mundo e fazer fortuna. Em contraste com o nascimento numa casa de boas famílias, onde o trato traz a marca de uma certa casta e os sonhos são de elevação e não regidos pelas condicionantes materiais.

Continue reading “O Pórtico da Glória | Mário Cláudio”

O Pórtico da Glória | Mário Cláudio

Depois de A Quinta das Virtudese Tocata para Dois Clarins, o presente romance encerra o tríptico para o qual Mário Cláudio elegeu como motivo o «sangue da tribo», tornando personagens alguns parentes singulares, e desse modo cruzando de forma magistral realidade e ficção. Continue reading “O Pórtico da Glória | Mário Cláudio”

Memórias Secretas | Mário Cláudio

A um autor que é dado à literatura biográfica, vêm parar as memórias secretas de três figuras bem conhecidas. O mais curioso é que não se trata de pessoas mas de personagens de banda desenhada. Terão Corto, Bianca e Valente uma existência própria e independente dos seus criadores? Continue reading “Memórias Secretas | Mário Cláudio”

Peregrinação de Barnabé das Índias | Mário Cláudio

Peregrinação de Barnabé das Índias | Mário Cláudio

Num único parágrafo, a ação, o ambiente, a história e os seus mitos, a transformar esta escrita num desenrolar de enigmas. Ajustar o sextante à trajetória do sol, extensa é a bagagem do viajante, como profuso é o léxico que dá corpo a esta narrativa. Sabe Barnabé que a arte de navegar se faz de segredos? Que em sonhos se pode ir a todas as Índias? Para quem nunca viu o mar, uma alforreca, ser translúcido em forma de lente, revela-se um enigma indecifrável. Continue reading “Peregrinação de Barnabé das Índias | Mário Cláudio”

Peregrinação de Barnabé das Índias | Mário Cláudio

Na escumalha da tripulação da armada que ruma às Índias segue Barnabé, jovem grumete, natural das cercanias de Lamego, e portador de um segredo. Sujeito ao mais bruto serviço, vive, mesmo assim, junto do capitão e de seu irmão Paulo, aventuras inimagináveis para alguém da sua condição: atravessa o mar e os seus mostrengos, as tempestades de fora e as interiores, a euforia de se definir homem, e fragilíssimo como tal.

Continue reading “Peregrinação de Barnabé das Índias | Mário Cláudio”

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑