Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

Milan Kundera

Os Testamentos Traídos | Milan Kundera

Os Testamentos Traídos | Milan Kundera

Uma reflexão sobre o século XX agitando demónios muito particulares, vê-los interagir entre si, como se o autor dependesse das suas respostas e não fosse ele próprio o seu motor. Isto de demónios, cada um tem os seus. Para Milan Kundera, são a pureza da conceção que cada autor imprimiu à sua obra, seja ela literária ou musical, lançando no debate se a estética atual pode descontextualizar uma obra?

.

Continue reading “Os Testamentos Traídos | Milan Kundera”

Os Testamentos Traídos | Milan Kundera

Ensaio escrito como um romance, ao longo das nove partes de Os Testamentos Traídos desfilam e cruzam-se as mesmas personagens: Stravinski e Kafka acompanhados dos seus curiosos amigos, Ansermet e Brod; Continue reading “Os Testamentos Traídos | Milan Kundera”

A Insustentável Leveza do Ser

A Insustentável Leveza do Ser é seguramente um dos romances míticos do século xx, uma daquelas obras raras que alteram o modo como toda uma geração observa o mundo que a rodeia. Continue reading “A Insustentável Leveza do Ser”

A Festa da Insignificância, de Milan Kundera

A Festa da InsignificânciaA Festa da Insignificância by Milan Kundera

As nádegas amadas, reconhecê-las-ias entre centenas de outras. Mas não podes identificar a mulher que amas a partir do seu umbigo. Todos os umbigos são parecidos.

Este romance abre com um dos personagens meditando sobre o centro da sedução feminina. Está um belo dia de sol e ele sente-se inspirado pelas jovens que passeiam de T-shirt muito curta e calças de cintura descaída, deixando desnudado o meio do corpo. Vem-lhe à ideia que o umbigo nunca foi foco de pulsões eróticas. O que leva cada época a ter a sua orientação sensual? Teremos nós as respostas para a nossa contemporaneidade?

Continue reading “A Festa da Insignificância, de Milan Kundera”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑