Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

Sándor Márai

A Gaivota, de Sándor Márai

A GaivotaA Gaivota de Sándor Márai

Um homem fixa as mãos que tremem. Terminou um documento que no dia seguinte será lei, essas palavras vão ganhar vida e agir sozinhas, penetrando no tecido da vida, alterando o destino de todos. Uma vez ratificadas pelo ministro, mudarão o curso do seu país numa Europa em guerra. Continue reading “A Gaivota, de Sándor Márai”

A Gaivota

A GaivotaGaivota, de Sándor Márai

Alto funcionário ministerial, culto, solitário e seguro de si próprio, o homem acaba de ditar uma ordem de enorme significado, uma decisão que numa questão de horas afetará, inexoravelmente, milhões de pessoas. No entanto, a sua serenidade aparentemente imutável desmorona-se com o aparecimento Continue reading “A Gaivota”

” Sándor Márai

Depois, de repente, tudo ficou em silêncio. Um silêncio… que não se pode explicar, nem conhecer a partir de fotografias ou do cinema. Uma vez na vida tem de se ouvir esse silêncio, quando a casa de família cai por cima da nossa cabeça. Continue reading “” Sándor Márai”

A Conversa de Bolzano, de Sándor Márai

A Conversa de BolzanoA Conversa de Bolzano by Sándor Márai

Casanova, um nobre de Veneza, encontra-se em fuga da temível prisão dos Piombi. Percorre hortos e florestas com cautelas de lobo, deixando atrás de si um rasto de conversas de regozijo por alguém da sua cidade ter enganado o poder. A sua evasão, a provar ser o homem mais forte que o braço do carrasco, é recebida com júbilo e por toda a parte onde a notícia chega, existe quem sorria. Outra, é a forma como os senhores de Veneza, os que tinham por ofício manter os homens subjugados ao poder, encaram essa fuga. Porque não há nada mais perigoso do que um homem que não é capaz de se submeter à tirania.

Continue reading “A Conversa de Bolzano, de Sándor Márai”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑