Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Autor

antonioganhao

Autor

Voltemos à Escola | Paulo M. Morais

A Contraponto e a FNAC de Santa Catarina têm o prazer de o/a convidar para a apresentação do livro «Voltemos à Escola», de Paulo M. Morais, que terá lugar na FNAC de Santa Catarina, no Porto, no dia 23 de setembro, sábado, às 17h00.

O autor conversará sobre o livro com o jornalista Sérgio Almeida.

Anúncios

FIC 2017 – Manuel Alegre

Iniciativa inserida no FIC 2017.

O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas

É eterna, a busca pelo sentido da vida. Mas há um momento chave em que percebemos que são as perguntas, e não as respostas, que nos deixam mais perto dele. O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas é uma longa conversa onde se cruzam cinema, literatura e memórias, como pretexto para uma aproximação mais espiritual às questões fundamentais. Continue reading “O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas”

Entre Amigos | Amos Oz

Entre Amigos | Amos Oz

A pureza de um Kibutz reside, em parte, na importância do trabalho físico que nos restitui a simplicidade e a pureza da primeira infância, e na partilha, não só dos bens, mas de um destino coletivo onde as diferenças sociais se esbatem numa união de iguais, onde cada um preserva a sua singularidade. Estas são as histórias possíveis do kibutz Ykhat, onde a gestão passou para os membros de segunda geração, já nascidos e criados no kibutz. Jovens sem a urgência de um pedaço de terra onde lancem as fundações da sua identidade, libertando-se, definitivamente, da diáspora. Continue reading “Entre Amigos | Amos Oz”

Featured post

O Escritor Fantasma | Philip Roth

O Escritor Fantasma é o livro que assinala, na década de 1950, o aparecimento de Nathan Zuckerman: um romancista promissor, fascinado pelos Grandes Livros, que descobre os apelos contraditórios da literatura e da experiência durante uma noite que passa na recôndita casa de campo do seu ídolo literário, E. I. Lonoff. Continue reading “O Escritor Fantasma | Philip Roth”

Nada | Janne Teller

Nada | Janne Teller

Um miúdo, no sétimo ano do liceu, abandona a escola por ter chegado à conclusão de que não valia a pena fazer nada, porque de qualquer forma nada tinha significado. Pierre Anthon decide viver numa ameixieira.

Não conformados com a situação, os colegas tentam demovê-lo da ideia recorrendo a toda uma série de argumentos que o convençam a descer da árvore e regressar à escola. Quando os confronta com a falta de sentido da escola, respondem-lhe que eles, os que frequentam a escola, iam ser algo na vida, acabando confrontados com essa ideia vaga de ser algo na vida, de ser alguém. Continue reading “Nada | Janne Teller”

Featured post

” Amos Oz

E, no entanto, reconhecia que o sistema do kibutz era fundamentalmente injusto para as mulheres, relegando-as quase sem exceção para trabalhos de serviços: cozinhar, limpar, cuidar das crianças, lavar costurar e engomar. As mulheres deviam gozar de uma igualdade total, mas a igualdade existia apenas na condição de elas se comportarem como homens e de se esforçarem por se parecer com eles: não podiam maquilhar-se, nem pintar os lábios e deviam esconder a sua feminilidade. Continue reading “” Amos Oz”

Made in America | Bill Bryson

Com o tom descontraído e a abordagem humorística que o caracterizam, Bill Bryson segue à letra o mote «Diz-me como falas, dir-te-ei quem és» para apresentar uma hilariante história informal dos Estados Unidos da América, seu país natal. Continue reading “Made in America | Bill Bryson”

Setúbal Cidade Vermelha – a lição de Fernando Rosas

Setúbal é uma espécie de laboratório social e político da Revolução em Portugal. Um período onde tudo foi possível, em que as pessoas sentiram que com as suas próprias mãos podiam mudar o seu destino. Assim abriu Fernando Rosas a apresentação do livro Setúbal Cidade Vermelha, do historiador Albérico Afonso Alho. Continue reading “Setúbal Cidade Vermelha – a lição de Fernando Rosas”

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑