Pesquisar

Acrítico

Leituras dispersas

Etiqueta

Miguel Real

Pessoa e Saramago | Miguel Real

Pessoa e Saramago | Miguel Real

Pessoa e Saramago, o que os une? Que identidade partilham? Saramago, humanista, crente numa sociedade socialista, constrói os seus personagens a partir do homem comum, sem serem homens e mulheres indistintas, mas criaturas que, ao serem ficcionadas, traçam o seu próprio destino, guiando o discurso narrativo do autor. Como refere Miguel Real, retratou-se ao retratá-las e ao ficcioná-las, realizou-se como escritor.

Continue reading “Pessoa e Saramago | Miguel Real”

Pessoa e Saramago | Miguel Real

“Ainda que firmados em dois projectos literários diferentes, em dois tempos mentais diferentes, quase antagónicos, se não mesmo contraditórios, duas características são comuns a Pessoa e a Saramago:

– A total transgressão dos códigos estéticos do seu tempo, balizando um novo vinco na história da literatura;

Continue reading “Pessoa e Saramago | Miguel Real”

O Último Minuto na Vida de S. | Miguel Real

O Último Minuto na Vida de S. | Miguel Real

Snu enche toda a capa, de blusa branca, olhar em frente, semblante neutro, mais atrás, em segundo plano, está Sá Carneiro de fato e gravata, a imagem pública que nos deixou. O cinzentismo português de quem tem responsabilidade de Estado. O leitor fica a saber a quem pertence o “S”. Continue reading “O Último Minuto na Vida de S. | Miguel Real”

O Último Minuto na Vida de S. | Miguel Real

Ela era bela, divorciada, escandinava, culta. Chegara a Lisboa em princípios dos anos 60 e Portugal era para ela o país mais arcaico da Europa. Ele era português, casado, político, primeiro-ministro. Continue reading “O Último Minuto na Vida de S. | Miguel Real”

As Memórias Secretas da Rainha D. Amélia | Miguel Real

Furtado do espólio de Salazar aquando da invasão dos seus antigos apo­sentos no dia 25 de Abril de 1974, o manuscrito «As Memórias Secretas da Rainha D. Amélia», escrito nos últimos anos de vida e doado pela própria à Casa de Bragança, em Lisboa, através da mão do chefe do Estado Novo, foi recuperado em Sófia, na Bulgária, na Comemoração do Centenário da República, por Miguel Real, que foi incumbido de o depositar na Torre do Tombo, já o tendo feito. Continue reading “As Memórias Secretas da Rainha D. Amélia | Miguel Real”

Fátima e a Cultura Portuguesa | Miguel Real

Fátima e a Cultura Portuguesa | Miguel Real

Afastando, logo no prefácio, a tese da maquinação e aceitando que as três crianças vivenciaram uma colossal e desmedida experiência psíquica, que as forçou, contra tudo e contra todos, a afirmar as aparições como uma revelação do sagrado, o autor escreve um ensaio sobre o percurso do fenómeno de Fátima na nossa sociedade e na Igreja Católica e confronta-a com o pensamento filosófico português. Como partindo da natureza popular de Fátima, marcada por uma representação eclesiástica supersticiosa, se atinge uma tal dimensão religiosa institucional, fortemente imersa numa representação barroca do sagrado. Continue reading “Fátima e a Cultura Portuguesa | Miguel Real”

” Miguel Real

…Portugal permanecerá, a partir de finais da Segunda Guerra Mundial, mais concretamente a partir da década de 1950, afastado do relevante progresso em termos de qualidade de vida e de bem-estar das populações europeias, insistindo, não unanimemente, numa visão delirante do estatuto do País na cena internacional Continue reading “” Miguel Real”

Fátima e a Cultura Portuguesa | Miguel Real

Historicamente, Fátima não está sozinha, ela constitui-se como o cume da história mítica portuguesa e representa-se, no século xx, ao nível da religião popular, como Fernando Pessoa ao nível de um cristianismo esotérico e sófico. Continue reading “Fátima e a Cultura Portuguesa | Miguel Real”

Cadáveres às Costas | Miguel Real

Após a morte do pai, um jovem abandona o curso de Direito e aluga um pequeno apartamento no sótão de um palacete de Lisboa, com o fito de escrever um romance. Aí vive a família Peralta Perestrêllo, cuja matriarca centenária – d. Consolação, há muito acamada – é visitada no dia 13 de Maio de 2017 pela aparição da irmã Lúcia, após o que consegue erguer-se e dar uns passinhos. Continue reading “Cadáveres às Costas | Miguel Real”

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑